Evento virtual debate Paulo Freire e presta homenagem ao professor Cícero Agostinho Vieira

Evento virtual debate Paulo Freire e presta homenagem ao professor Cícero Agostinho Vieira
21 de julho de 2021

No próximo dia 29 de julho, a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) promoverá uma roda de diálogos sobre a história do educador Paulo Freire. Será um evento em celebração aos 100 anos do pedagogo e uma homenagem ao professor do Departamento de Educação da UEPB, Cícero Agostinho Vieira, falecido há um ano. A programação contará com música e debates e será transmitida ao vivo pelo canal Rede UEPB no Youtube, às 16h.
O evento é uma realização em conjunto da Comissão 100 Anos Paulo Freire, do Centro de Educação da UEPB (CEDUC), da Editora Universitária (EDUAEPB) e da Pró-Reitoria de Cultura (PROCULT). A união dos eventos se dá também pelo professor Cicero Agostinho ter sido o fundador do Grupo de Estudos Paulo Freire (GESPAUF), o primeiro grupo de estudos sobe o educador da UEPB. O dia 29 de julho marcará um ano do falecimento do docente.
A música do evento ficará a cargo de Caio César, do Centro Artístico Cultural (CAC) da UEPB, na voz e violão. A abertura e apresentação do evento será feita pela reitora, professora Célia Regina Diniz; a mesa de abertura contará com os docentes José Arlindo de Aguiar filho, diretor do CEDUC, Margareth Melo, diretora adjunta do CEDUC; e Elizabete do Vale, membro da Comissão Paulo Freire do CEDUC. O evento tem ainda dois convidados especiais: Maria de Lourdes Vieira, viúva do professor Cícero, e frei Alexandre de Lima, da comissão franciscana da qual participava o professor homenageado.
Em seguida, os professores Cidoval Morais, diretor da EDUEPB, e Cristóvão Andrade, pró-reitor de Cultura, serão os mediadores do debate sobre Paulo Freire, que será iniciado com o professor Afonso Celso Scocuglia, pesquisador do educador com vasta experiência. Scocuglia é professor titular da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e professor visitante da UEPB. Ao longo dos diálogos, haverá participação de membros da Academia Brasileira de Literatura de Cordel.
Texto: Juliana Rosas