PRPGP e coordenadores aprovam proposta de autoavaliação dos cursos Lato Sensu da Universidade Estadual

PRPGP e coordenadores aprovam proposta de autoavaliação dos cursos Lato Sensu da Universidade Estadual
16 de junho de 2021

Durante uma reunião realizada na manhã desta terça-feira (15), via Google Meet, entre a Pro-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), e coordenadores das especializações da Instituição, foi aprovada por unanimidade a proposta de autoavaliação para os cursos Lato Sensu da UEPB.

Estavam presentes na reunião o pró-reitor de Pós-Graduação, professor Francisco Jaime Mendonça Junior; o coordenador geral dos programas Lato Sensu da PRPGP e coordenador do curso Logoterapia e Saúde da Família, professor Gilvan de Melo Santos; a coordenadora do curso Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva, professora Diana Sampaio Braga; o coordenador do curso Sistemas Produtivos Sustentáveis para o Semiárido, professor José Geraldo Rodrigues dos Santos; o coordenador do curso Educação Étnico Racial na Educação Infantil, professor Waldeci Ferreira Chagas; a coordenadora do curso Ensino de Geografia, professora Joana d’Arc Araújo Ferreira; a coordenadora do curso Prática Judicante, professora Lucila Vilhena; a coordenadora do curso Gestão Pública EAD, professora Simone Costa Silva, e os técnicos administrativos Thiago Paulino dos Santos e Luciana Rodrigues de Araujo.

Na oportunidade o professor Francisco Jaime destacou a importância dessa iniciativa no sentido de proporcionar visibilidade aos cursos Lato Sensu da UEPB e evidenciar o nível de excelência destas formações. “A PRPGP já está conversando com a Administração Central sobre a representatividade dos cursos de especialização nos fóruns deliberativos. Além disso, todo esse processo que a gente está fazendo com a proposta desses relatórios de autoavaliação é para reconhecer a qualidade dos cursos Lato Sensu”, avalia.

O coordenador dos programas Lato Sensu da PRPGP, professor Gilvan Santos, resumiu em três palavras os encaminhamentos destas iniciativas: comunicação, organização e qualidade. “É muito importante a implantação desse sistema de avaliação dos cursos, no qual professores avaliarão e serão avaliados; além de alunos ativos e egressos, coordenadores e técnicos administrativos. A partir desse processo de avaliação será possível verificar o que precisa ser melhorado, em que área podemos avançar e quais medidas implementar em nossos cursos de especialização”, explica.

A autoavaliação é uma iniciativa da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, através da Coordenação Lato Sensu, em conjunto com as Coordenações, para proporcionar uma análise de cada curso de especialização vinculado à Instituição e, a partir das demandas apresentadas, verificar as dificuldades a serem superadas e pontos positivos a serem enaltecidos com o objetivo de promover a excelência nas especializações da instituição nos próximos anos.

A minuta da proposta, que já havia sido enviada previamente aos coordenadores, foi posta em votação e aprovada por unanimidade. As sugestões de alterações que surgiram ao longo da reunião foram acatadas e, a partir do mês de julho, os formulários de avaliação devem ser encaminhados à comunidade acadêmica vinculada aos cursos de especialização da UEPB.

Texto: Juliana Marques
Foto: Reprodução/Sala Virtual