Software desenvolvido pelo Nutes UEPB para monitoramento da Covid-19 é selecionado em edital da Fapesq-PB

Software desenvolvido pelo Nutes UEPB para monitoramento da Covid-19 é selecionado em edital da Fapesq-PB
29 de junho de 2020

A Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (FAPESQ) e a Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT) divulgaram o resultado do Edital Nº 003/2020, que visa contribuir para a rápida implementação de soluções de monitoramento, análise e recomendações frente à pandemia da Covid-19 no Estado da Paraíba. Entre os projetos selecionados para receber apoio financeiro está o software desenvolvido pelo Núcleo de Tecnologias Estratégicas em Saúde (Nutes) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). O programa denominado eCOVID ajuda os profissionais de saúde a catalogarem e armazenarem informações detalhadas do novo coronavírus, que já infectou milhares de pessoas na Paraíba.

A execução dos projetos de pesquisa deve ser de até nove meses, com entregas de relatórios técnico-financeiro parciais à equipe de acompanhamento a cada mês. Os recursos do Edital serão destinados ao financiamento de itens de custeio e capital, como material de consumo, trabalho de campo (quando as condições sanitárias permitirem), serviços de terceiros, pacotes de dados para telecomunicação, licenças de softwares e assinaturas de bancos de dados e de publicações digitais pelo prazo máximo de um ano, entre outros, pertinentes à pesquisa e justificados.

O software foi desenvolvido sob a coordenação do professor Paulo Eduardo Barbosa e Silva, que é coordenador do Laboratório de Certificação e Engenharia de Software do Nutes. A equipe coordenada por Paulo é formada pelos pesquisadores Priscilla Karen de Oliveira Sá, Eujessika Katielly Rodrigues Silva, Douglas Rafael Oliveira dos Santos, Caio César Barbosa Lucena, Adalcino Júnior Araújo Tavares, Lucas Cosmo Rocha, Fábio Dantas Guimarães e Eder Rodrigues Araújo. “É um sistema que foi construído desde março, por idealização de infectologistas, e que, com esse apoio da FAPESQ, permitirá aumentar a qualidade das coletas e da construção de bancos de dados para o entendimento da Covid-19 em nossa região”, destacou Paulo Barbosa.

A ferramenta já está em operacionalização em vários hospitais de Campina Grande, a exemplo do Hospital João XVIII, Hospital Pedro I, Clínica Santa Clara e, em breve, estará funcionando no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes e no Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC). O programa já teve o registro de patente solicitado junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) pela Agência de Inovação Tecnológica (Inovatec) da UEPB.

Texto: Leonardo Alves