Consuni aprova proposta que estabelece recursos para Programas de Pós-Graduação Profissionais da UEPB

Consuni aprova proposta que estabelece recursos para Programas de Pós-Graduação Profissionais da UEPB
30 de julho de 2021

O Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) aprovou na manhã desta sexta-feira (30), em reunião ordinária, a proposta que autoriza a criação e o funcionamento do Programa Interno de Auxílio Financeiro aos Programas de Pós-Graduação Profissionais na Instituição. A reunião, realizada por videoconferência e transmitida ao vivo pelo YouTube no canal Rede UEPB, foi presidida pela reitora, professora Célia Regina Diniz, com a participação da vice-reitora, professora Ivonildes Fonseca.
A proposta, encaminhada pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP) e relatada pelo conselheiro Ricardo Soares, foi amplamente debatida no Consuni. Em tempos de cortes nos programas em nível nacional, a proposta vem fortalecer a Pós-Graduação na UEPB, especialmente, os mestrados e doutorados profissionais, conforme destacaram alguns conselheiros.
O programa, que funciona sob coordenação e gerenciamento PRPGP, tem a finalidade de apoiar as ações desenvolvidas pelos Programas de Pós-Graduação profissionais aprovados pelas instâncias superiores da UEPB, excluindo-se os Programas de Pós-Graduação interinstitucionais, em ações que envolvam algumas atividades. Este auxílio destina-se ao financiamento de despesas específicas, previstas no Plano de Aplicação de Recursos (PAR), com vistas ao desenvolvimento contínuo e regular dos programas Stricto Sensu profissionais da Instituição, visando à obtenção de resultados acadêmicos, de características científicas, tecnológicas, filosóficas, artísticas e culturais.
As normas estabelecidas fundamentam-se no princípio da indissociabilidade entre as dimensões da pesquisa, ensino e extensão, compreendidas como indispensáveis à vida acadêmica no âmbito dos PPGs e da UEPB. O auxílio deverá ter previsão no Plano de Aplicação de Recursos (PAR), visando à obtenção de resultados acadêmicos, de características científicas, tecnológicas, filosóficas, artísticas e culturais. As prestações de contas serão responsabilidades dos coordenadores dos programas, mas a execução e o ordenamento das despesas são de responsabilidade da Administração Central.
A reitora Célia Regina lembrou que a UEPB tem programas acadêmicos e profissionais, sendo que em apenas um deles, tem financiamento parcial da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Capes). Os programas profissionais não possuem recursos externos, o que exige um maior apoio da Instituição para garantir o seu funcionamento. “Nós queremos ajudar na realização desses programas. Estamos institucionalizado esse tipo de ajuda” enfatizou a reitora.
A reunião dessa sexta (30) foi encerrada após a conclusão desse ponto, e remarcada pela reitora para ter continuidade na segunda-feira (2), às 15h, quando serão apreciados os demais pontos da pauta.
Texto: Severino Lopes
Foto: Reprodução Rede UEPB