UEPB recebe equipamentos de informática e inclusão adquiridos com recursos do projeto SOLIDARIS

UEPB recebe equipamentos de informática e inclusão adquiridos com recursos do projeto SOLIDARIS
15 de setembro de 2021

Prontamente instalados numa sala de inclusão, localizada na Biblioteca Central da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), estão os mais novos equipamentos adquiridos pela Instituição. A Coordenadoria de Relações Internacionais (CoRI) da UEPB recebeu, nesta terça-feira (14) aparelhos de informática obtidos com recursos do projeto SOLIDARIS, financiado pelo programa Erasmus+, da União Europeia.

No ato simbólico da entrega dos equipamentos estiveram presentes o professor Cláudio Lucena, coordenador de Relações Internacionais; Christiano Soares, coordenador executivo do SOLIDARIS na UEPB; e o professor Luciano Albino, chefe de Gabinete da Reitoria, bem como outros integrantes da Universidade nos setores da Biblioteca Central e do Núcleo de Acessibilidade. O material recebido consiste em dez notebooks, lousa eletrônica e equipamentos de som, que foram cotados na moeda da União Europeia, com investimento total de aproximadamente € 20 mil Euros, cerca de R$ 124 mil, segundo a cotação atual.

O projeto SOLIDARIS busca o acesso e inclusão de diferentes grupos no mundo universitário da América Latina e está em vigência desde 2017. Essa dotação orçamentária que foi destinada à UEPB se deu com a aquisição destes equipamentos de informática. “As ações e equipamentos adquiridos pelo projeto objetivam também a acessibilidade. No entanto, são recursos públicos pertencentes à Universidade, destinados à Instituição como um todo”, explicou o professor Cláudio Lucena. O professor Luciano Albino destacou o empenho da gestão em fomentar políticas de inclusão e o fortalecimento de parcerias internacionais, salientando a vocação da UEPB para a educação inclusiva.

O consórcio do projeto SOLIDARIS é composto por universidades advindas da Espanha, Portugal, Alemanha, Itália, Argentina, Chile e Brasil. Os parceiros têm a oportunidade de fortalecer os laços de trabalho e compartilhar os primeiros passos para o desenvolvimento do projeto: a definição do mapa de competências para a promoção da inclusão e empregabilidade dos estudantes em risco de exclusão social.

O gestor da CoRI relatou que, coincidentemente, o último encontro presencial de equipes do projeto SOLIDARIS aconteceu em Campina Grande, em março de 2020, pouco antes da pandemia de Covid-19 ser declarada pela Organização Mundial de Saúde. Acrescentou ainda que, embora tenha oficialmente se encerrado, o projeto deixou como legado a Rede SOLIDARIS e a união entre os participantes. “As universidades parceiras continuam se encontrando, ainda que virtualmente. Seguimos com ideias e projetos em comum e na busca de novos financiamentos”, afirmou o docente e coordenador.

Texto: Juliana Rosas
Fotos: Divulgação/CoRI